Mercado experiencia lockdown e muda atmosfera dos Negócios.

09/05/2020

Por Marcus Vinicius

Diante de mudanças de hábitos de consumo provocado pela paralisação do setor produtivo da economia brasileira e mundial, sobretudo do setor de varejo e de comércio ameaçado por um lockdown (palavra em inglês que significa bloqueio total), ocorre um fenômeno que provoca mudanças sem precedentes e evidenciam novos modelos de negócio baseado em comércio eletrônico. Embora isto já fosse tendencia da era da informação, ainda era encontrado certa resistência de gerações anteriores aos millennials que praticavam velhos hábitos. Com isto, lojas físicas perdem espaço para aplicativos de celulares smartphones e lojas virtuais permitindo a compra de produtos e serviços por delivery - que ainda não oferecia interface de compras pela internet.

A nova tendencia, aos poucos, vai ganhando o mercado que antes pertencia a um modelo de negócios funcional e convencional; perde, com isto, a relação tradicional da atividade comercial enquanto é oferecido como diferencial competitivo por players fornecedores da internet. Serviços inovadores são criados diante deste cenário que pode ser, por exemplo, aulas fitness oferecidas por um personal trainer online ou através de um app. que possibilite fazer delivery de combustível para automóveis, isto mesmo, veículos abastecidos fora dos postos são soluções criadas ou intensificadas com a quarentena. Décadas atrás observamos a indústria cinematográfica cuja receita advinha grande parte da venda de mídia física sendo descontinuado num curto espaço de tempo devido a facilidade dos serviços streaming (incluindo direitos autorais) que poderiam ser assistidos no youtube (maior que qualquer emissora do mundo em audiência) ou adquiridos no netflix através de contrato de serviço que não depende da TV a cabo.

Assim, fica evidente que a frequência de consumo de banda de provedores de internet pelo tráfego de dados para +/- é um indicador de mudanças de comportamento tendo registrado nos últimos meses aumento de consumo de vídeo por streaming, vídeo chamadas, plataforma de vídeo games online, entre outros. Então, a questão é a seguinte: Com o fechamento total do comércio expondo o mercado brasileiro a entrada de novos modelos de negócio que são gerenciados a partir de endereços físicos fora do alcance do fisco quanto de fato vale hoje o m² comercial que operava com alguma margem de lucro e, mais ainda, será que tudo voltará a ser como antes?